Dobos Cake/Bolo Dobos

em baixo está em português

It is #CakeSliceBakers time, and we are back with our September cake from World Class Cakes by Roger Pizey.  The choices this month were, dobos cake, Lucas Glanville’s Sticky Date Cake with Caramel Sea Salt Sauce, Turkish Tahini Cake  and finally Linzer Torte. I chose dobos cake because this time I wanted to bake a cake that would challange me. And so it was, before I could bake de cake properly I screwed 12 eggs, yes you read well, 12 eggs!!!

For The first 6 eggs I messed them up  because after I read the recipe I  thought that the tecnique to make a sponge cake was wrong because it wasn’t the one that I’m used to do, so I decided to do it my own way and it didn’t work. After that, I decide to follow the recipe exactly as it was in the book and you know what…it didn’t work again because the layers of the cake didn’t become spongy as they had to stay!

Since I’m not a girl who gives up on the first try I went to Youtube to look for how to make the dobos cake and I found this and I decided to follow that one and…Eureka it worked , here it is the Dobos Cake!

Ok the cake is not perfect but it was the best I could do…after all was my first try!IMG_2963-2

Dobos cake is a Hungaran sponge layered with chocolate buttercream and topped with caramel. The cake was invented by the famous Hungarian confectioner Jozsef C. Dobos in 1884. The fame of the torte to which Dobos gave his name was probably at least partly due to its extravagant use of chocolate buttercream / buttercreme, at a time when most cakes were iced or filled with cooked creams, whipped creams, or custards.

IMG_2975-2

Recipe serves 12

Ingredients

For the cake

  • 1 egg x6
  • 10g of unsalted butter melted x6
  • 20g all-purpose flour, sifted x6
  • 20g granulate sugar x6

For the chocolate buttercream

  • 4 eggs
  • 1 3/4 confectioners’ sugar
  • 1 1/4 cups(2 1/2 sticks) butter room temperature
  • 9oz semisweet chocolate(minimun 70% cocoa solids)
  • 4 Tbsp of water

For caramel

  • 150g sugar
  • 50ml water
  • 1 Tbsp vinegar

Directions

  1. For the cake:add the egg into the kitchen machine’s bowl fitted with whisk attachment add the sugar and a very little bit of salt and mix well the egg until tripled in volume.Remove the whisk attachment and add over the egg the melted and cooled butter, the sifted flour and fold in into egg misture. Meanwhile Prepare a  8-inch springform for baking: cut 6 circles of waxed paper, brown paper, or baking parchment to fit the bottom of the pan, grease the bottom  with butter, place one cicle in, and grease that as well. Set the pan aside until ready to use as the other 5 cicles of waxed paper and preheated oven at350FTake a prepared pan and spread the batter on the bottom as evenly as possible, let the batter touch the sides of the pan at several points. Place it in the middle of the preheated oven. Bake for 10 to 12 minutes or until the cake hardens and begins to turn color. Remove from the pan with spatula, invert, and quickly but carefully tear off all the paper. Cool on cake rack. Continue in this fashion until all the layers are baked
  2. For the chocolate buttercream: in the bowl of a stand mixer put the 4 eggs, the confectioner’s sugar and start to mixed them first slowly and then in high speed for about 10 minutes or until the eggs triple their volume.
  3. Remove de bowl from the mixer, transfer the eggs into a heatproof bowl over a pan of simmering water and start to mix de eggs with a whisk for about 10-15 min. or until the mixture will thicken. When the mixture is almost ready add 4 Tablespoons of water and continue to mix for about 5 minutes. After 15 minutes the cream is ready.
  4. Remove the bowl from the pan add the chocolate and mix it well to melted de chocolate and get a smoth cream. Let the chocolate cream aside to cool
  5. After the chocolate cream has cooled down, add the butter which is at room temperature, in the mixer bowl and  beat the butter on medium speed until pale and fluffy. Add a little bit of chocolate cream one at a time until you finish all the cream. it should be pale and fluffy.
  6. Please note that is very important to let chocolate cream to cool down before mixing it with butter to not melt it.
  7. Assemble the cake: Put aside one layer cake because in the end we will coat it with caramel.
  8. Put the first layer onto a serve plate or a round cake board and spread 3 Tablespoon of the cream on top carefully and  uniformly as possible. Repeat with all of the layers. Make sure that your layers are straight and lined up with the ones below. Frost the outside of the cake and then the top of the last layer. Reserve some cream for the final rosettes. Put in the fridge for about 20 minutes.
  9. Meanwhile I’ll make the caramel.
  10. For the caramel: Put the sugar into a pan, add the water and the vinegar which will make the caramel a little bit more liquid.  Cooking until the caramel is smooth and quite brown. Do not touch or taste the caramel: it is VERY HOT!When ready, pour it quickly over the sixth layer, spreading it evenly with a spatula.
  11. With an oiled or buttered knife, quickly cut the caramel-topped layer into 12   wedges before the caramel hardens. As soon as it dries, place the wedges on top of the cake.
  12. Put the filling left,  in a pastry bag  fitted with a wilton 6B tip  and pipe 12 rosettes. On top of them put the slices of caramel as you see in the photoIMG_2972-2

Dobos Cake is ready! I hope you like it . It’s a very tasty cake!!!

Xoxo

Ana


Mais um desafio ultrapassado nesta edição de Setembro #CakeSliceBakers. Desta vez de entre as quatro escolhas resolvi optar por um bolo um bocadinho mais elaborado, até porque tinha várias técnicas diferentes, para mim,  tanto na confecção do próprio bolo como no seu creme de manteiga que tinha que experimentar e aprender.  Este  bolo é de origem húngara. Chama-se Dobos porque assim se chamava o pasteleiro que o criou em 1884 e ainda hoje é muito famoso na Hungria. É um bolo em camadas finas e fofas recheadas com creme de chocolate e com um acabamento de caramelo. IMG_2973-2Assim sendo arregacei as mangas e comecei a ler a receita. À medida que ia lendo achei os passos confusos, muitas “voltas”e uma grande interrogação na minha cabeça. Definitivamente aquela não era a maneira como eu costumava fazer um bolo fofo sem fermento! Teimosamente resolvi pegar nos ingredientes e fazer á minha maneira. Correu mal!!! A massa esponjosa cheia de ar como manda a “sapatilha” quando fui colocá-la nos seis círculos feitos em papel vegetal colocados num tabuleiro para assim cozerem no forno, como estava na receita, não tinha densidade suficiente para se aguentar nos circulos por isso… lixo! Ok pensei eu, aqui está a razão porque a massa é feita de outra maneira! Toca a fazer tudo de novo e seguir estritamente a receita. Desta vez a massa ficou mais densa aguentou-se nos circulos ,só que…..quando saiu do forno estava tudo menos fofa. As camadas estavam duras, e não, não  era aquilo com toda a certeza!!! Mas há uma coisa que ficam a saber em relação á minha pessoa, tudo o que considero importante para mim, não desisto com facilidade e apesar de já ter estragado 12 ovos eu iria fazer o bolo!!!! Lembrei-me então de ir ao Youtube à procura do bolo Dobos para saber afinal o que me estava a faltar…Afinal , pelo que fui vendo estava certa  a minha maneira de fazer o bolo fofo, só que tinha que fazer das duas uma: em seis formas do mesmo tamanho, ou uma camada de cada vez, dividindo os ingredientes em 6 fazendo cada um de raiz, porque a massa não pode estar à espera senão  perde o ar  e as camadas ficam duras. Como não tinha 6 formas, bora lá, uma de cada vez.

Não é tão trabalhoso quanto possam estar a pensar. Basta terem 6 círculos de papel vegetal já prontos e os ingredientes já pesados. Quando uma camada está no forno começam logo a preparar a segunda camada. Assim que  a primeira sai do forno com uma pega em luva tirar a camada da forma, colocar novo circulo de papel vegetal , a massa que já está pronta e colocar novamente no forno e assim por diante até terem as seis camadas.

O creme de chocolate na receita original também as  voltas são complicadas. Já avisada resolvi pegar nos ingredientes e fazer como vi no Youtube.

Deixei a ligação na parte que está escrito em inglês porque a própria ligação é Romena e está legendada em inglês. Finalmente fiz o caramelo com os ingredientes que estavam enumerados na receita do youtube e comecei a cobrir a camada reservada para o efeito e antes que o caramelo secasse cortei em 12 partes e reservei.

Recheei as outras camadas e cobri com o  creme de chocolate. IMG_2944-2

No cimo do bolo fiz 12 rosetas com o creme de chocolate que sobrou , coloquei  as partes de caramelo cortadas e pronto, depois de tantas aventuras e por vezes um pouco de  stress, aqui está a minha primeira tentativa do bolo Dobos.IMG_2981-2

Receita – 12 pessoas- forma amovível 18/20cm 6 circulos de papel vegetal

Ingredientes

Bolo

  • 1 ovo x6
  • 10g de manteiga derretida x6
  • 20g de farinha T55 sem fermento x6
  • 20g de açúcar x6

Creme de chocolate

  • 4 ovos
  • 280g de açúcar em pó
  • 300g de manteiga sem sal à temperatura ambiente
  • 250g de chocolate 70%  minimo de cacau
  • 4 colheres de sopa de água

Caramelo

  • 150g açúcar
  • 50ml água
  • 1 colher de sopa de vinagre

Preparação

  1. Bolo: Na tigela da batedeira bater o ovo com o açúcar e uma pitada de sal até a mistura triplicar de volume. Tirar a tigela da batedeira e acrescentar a manteiga derretida, a farinha peneirada e misturar cuidadosamente com uma espátula de baixo para cima para a mistura continuar com volume. Quando o ovo estiver a bater com o açucar, cortar 6 circulos de 20 cm de diâmetro em papel vegetal e forrar com um deles uma forma amovível também de 20cm. Ter os outros 5 circulos de papel à mão. Pré aquecer o forno a  180C. Depois de ter incorporado a farinha na mistura de ovo, deitar na forma espalhando com uma espátula para que a massa fique igualmente distribuída por toda a forma. Levar ao forno 10 minutos. Tirar a massa da forma com uma espátula e deixar arrefecer. Repetir todo o processo até ter 6 circulos .
  2. Creme de chocolate: na taça da batedeira deite 4 ovos o açúcar em pó e bata  em velocidade alta cerca de 10 minutos até os ovos triplicaram de volume
  3. Retirar a tigela da batedeira, e transferir a mistura para uma tigela que possa ir  a ” banho maria”, mexer os ovos com batedor de arames acerca de 10-15 minutos até a mistura engrossar. Quando a mistura estiver quase pronta acrescentar 4 colheres de sopa de água e mexer mais 5 minutos.
  4. Retirar a tigela do “banho maria” e acrescentar o chocolate mexendo até o chocolate estar derretido e obtiver um creme fofo. Reserve o creme até ficar completamente frio.
  5. Colocar a manteiga na tigela da batedeira e bater em velocidade alta até a manteiga ficar com uma cor pálida e fofa. Acrescentar aos poucos a mistura de chocolate. Deverá obter uma mistura cremosa.
  6. A mistura de chocolate deverá estar fria quando a colocar na manteiga, caso contrário a manteiga irá derreter.
  7. Montar o bolo: reservar uma camada de bolo para cobrir com caramelo.
  8. Colocar uma camada de bolo no prato em que vai servir e espalhar umas 4 colheres de sopa do creme de chocolate o mais uniformemente possível. Repetir com as outras 4 camadas. Tente que as camadas fiquem alinhadas com a primeira camada. Cubra com creme o cimo da ultima camada e os seus lados. Reserve um pouco de creme para a decoração final do bolo. Ponha o bolo no frigorífico uns 20 minutos antes de pôr as tiras de caramelo.
  9. Caramelo: Colocar o açúcar numa panela, juntar a água e o vinagre – que irá ajudar o caramelo ficar um pouco mais líquido- deixar ferver até atingir a cor de caramelo. Cuidado para não deixar o caramelo ficar castanho escuro, pois ficará com um sabor amargo. Quando pronto deitar na camada reservada e rapidamente espalhar uniformemente com uma espátula untada com manteiga e cortar em 12 triangulos. Digo rápido porque este passo tem que se fazer com o caramelo liquido e ele solidifica num instante. 
  10.  Colocar o creme de chocolate reservado num saco de pasteleiro com um bico nº 6B da Wilton e monte 12 rosetas no cimo do bolo que entretanto tirou do frigorífico. No cimo das rosetas coloque os 12 triangulos de caramelo como mostra a figura acima.

O Bolo Dobos está pronto! Bom apetite!

Beijos e Abraços

Ana

Anúncios

Espetadas de frango enroladas com bacon

Esta receita contém 3 ingredientes que se comem com alguma regularidade e de diversas formas cá em casa: Frango, Bacon e Cogumelos.

Uma receita que descobri numa das minha revistas de culinária (não sei se já referi mas são o meu vicio) em que depois de ter testado fiz algumas adaptações e ficou excelente. Acompanhei com batata doce frita aos palitos aromatizada com sal e oregãos.IMG_2743-2 Uma receita para repetir, experimentem e digam-me se não tenho razão!

Receita- 3 pessoas

Ingredientes

  • 4 peitos de frango cortados em 12 quadrados
  • sal, pimenta caiena, pimentão fumado, oregãos secos qb
  • 1 limão
  • 12 fatias de Bacon
  • 0,5 dl de azeite
  • 300g de cogumelos frescos cortados aos quadrados
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • 2 dentes alho picados
  • 0,5dl de vinho branco
  • 1 ramo de salsa
  • 3 paus de espetada
  • 3 batatas doces médias cortadas aos palitos

Preparação

  1. Tempere os quadrados de frango com sal, pimenta caiena e pimentão fumado e sumo de meio limão; deixe tomar gosto no mínimo 30 minutos para tomar gosto.
  2. Parta as batatas doces em palitos. Numa tigela deite sal grosso, oregãos secos e reserve.
  3. Enrole uma fatia de Bacon em cada quadrado de frango e coloque nos espetos de madeira.Pincele com o azeite e leve a grelhar lentamente nas brasas ou na chapa.
  4. Frite as batatas em óleo quente, assim que estiverem fritas, retire e escorra o óleo, seguidamente coloque as batatas na tigela com o sal e os oregãos e dê umas voltas para que fiquem uniformente temperadas.
  5. Entretanto coloque uma frigeira ao lume com a manteiga e leve a corar os cogumelos. Junte os alhos picados e regue com o vinho; cozinhe por mais 2 minutos.
  6. Por fim, retire do calor e aromatize os cogumelos com a salsa. Sirva de seguida, com as espetadas decoradas com o restante limão cortado ás rodelas e as batatas fritas aromatizadas.

IMG_2747-2

Bom apetite!

Beijos e abraços

 

Gelado Cheesecake de Mirtilio

Mais um gelado, porque estamos no Verão e queremos alimentos frescos para nos refrescar assim o diz, e eu concordo, Jocelyn Delk Adams a autora desta receita. Nada melhor que chegar a casa, abrir o congelador e….ali está ele, pronto para pôr dentro de uma tigela ou waffle ou………enfim, saborear!

Este tem a vantagem de não precisar da máquina dos gelados e ser rapidíssimo de fazer. Usei mirtilios porque além do sabor, depois de ficarem amolecidos na calda de açúcar e sumo de lima, vão  dar uma cor fantástica ao gelado. IMG_2257

Para lhe dar o sabor de cheesecake, juntei creme de queijo, adocei com leite condensado e acrescentei leveza batendo umas natas ,  incorporando nos outros dois elementos.

Por fim para lhe dar a textura do cheesecake juntei bolachas digestivas partidas.

E voilá, quando o gelado sair do congelador estará a comer um cheesecake de mirtilio. Hum, uma delicia!!!!IMG_2319-2

Receita

Ingredientes

Calda de mirtilios

  • 335g de mirtilios
  • 3 colheres de sopa de açúcar
  • 3 colheres de sopa de sumo de lima

Gelado

  • 1 embalagem de queijo creme á temperatura ambiente
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 colher de sopa de extracto de baunilha
  • 500g de natas para bater
  • 200g de bolachas digestivas partidas grosseiramente

Preparação

  1. Numa panela deitar os mirtilios, o açúcar e o sumo de lima e deixar ferver em lume médio. Baixar o lume e deixar ferver mais 5/7 minutos, até os mirtilios ficarem macios e a calda ficar ligeiramente mais grossa.
  2. Retirar do lume deixar arrefecer e colocar no frigorífico para arrefecerem completamente.
  3. Para o gelado: Colocar o creme de queijo na batedeira e bater em velocidade média alta até o queijo ficar cremoso. Diminua a velocidade para o mínimo e acrescentar o leite condensado e o extracto de baunilha até ficar tudo muito bem misturado. Reservar numa tigela funda.
  4. Bater as natas até ficarem fofas e grossas “chantilli” e com uma espátula cuidadosamente incorporar no preparado do queijo creme.
  5. Deitar a calda dos mirtilios mas não misturar muito, para que a mistura continue branca colorida com os mirtilios. Se misturar muito corre o risco de a mistura ficar colorida por igual com a cor da calda de mirtilios.
  6. Para congelar: faça camadas alternadas de creme de queijo com mirtilios e bolachas digestivas. Levar ao congelador no mínimo 5-7 horas. Preferencialmente uma noite até ao outro dia.

IMG_2323-2

Beijos e Abraços

Ana

CheeseCake de Oreos Chocolate e Baunilha

Já tinha saudades de fazer um doce em camadas. Aproveitando o tema da  51.ª edição do “Dia Um…Na Cozinha” “SOBREMESAS FRESCAS EM CAMADAS” Logotipo Dia Um... Na Cozinha Agosto 2017 (2)e uma embalagem de 500 gramas de queijo mascarpone guardada no frigorifico comprada no Lidl  na semana em que vendiam produtos italianos, tinha mesmo que fazer algo “grande” para não ficar com sobras. Procurei nas minhas publicações guardadas das minhas buscas que adoro fazer  pela internet à procura de novidades, e lá estava ele no site da Norueguesa Manuela, encaixando na perfeição na minha embalagem de 500 gramas de queijo mascarpone.

IMG_2186-2

Um cheesecake bonito que pode ser perfeitamente utilizado para celebrar! Na prova foi unanime, simplesmente delicioso! E então como se faz esta maravilha? Começamos por fazer a base que é constituida por um “brownie e seguidamente os dois cremes de queijo mascarpone: o de baunilha e oreo e o de chocolate. Para contrabalançar os cremes juntamos uma camada de morangos.

Para montar, depois de o brownie estar completamente frio colocamos uma folha de acetatoem volta da forma e preenchemos com uma camada de creme de queijo com oreo, uma de creme de queijo de chocolate, uma única de morangos e repetimos com mais uma camada do dois cremes de queijo, terminando com o de chocolate

Depois de algumas horas no frigorifico, com cuidado tira-se o cheesecake da forma-eu utilizo sempre o truque da lata, que infelizmente esqueci de fotografar para mostrar mas podem ver aqui -. A decoração deixo ao gosto de cada um.

Bom Apetite!

Receita-12p/forma 20cm fundo amovível/acetato

Ingredientes

Brownie-base

  • 125g de chocolate negro (53-60% de cacau)
  •  60g de manteiga sem sal
  •  2 ovos temperatura ambiente
  • 190g de açúcar
  •  40g de farinha T55 sem fermento
  •  1 colher de sopa + 1/2 de cacau em pó*
  •  1/2 colher de chá de sal
  • 1 colher de chá de extracto de baunilha

Creme de Mascarpone e Oreo

  • 500g de natas para bater
  • 250g de queijo Marcapone
  • 280g de açúcar em pó
  • 2 colheres de chá de extracto de baunilha
  • 2 folhas de gelatina
  • Um pacote de bolachas oreo original partida aos bocados

Creme de cheesecake de chocolate

  • 300g de chocolate negro no minimo 60% de cacau
  • 100g de manteiga sem sal cortada aos quadrados
  • 100ml de café expresso
  • 4 folhas de gelatina
  • 150g de açucar
  • 250g de queijo Mascarpone temperatura ambiente
  • 3 ovos temperatura ambiente
  • uma pitada de sal

Recheio

  • 250g de morangos cortados ás rodelas

Preparação

  1. Numa forma de 20cm com fundo amovivel, unta-se o seu fundo e cobre-se com papel vegetal e torna-se a untar.  Pré-aquecer o forno a 180ºC.
  2. Colocar o chocolate partido aos bocados e a manteiga e derreter em banho maria. Retirar do lume e deixar arrefecer um pouco.
  3. Numa tigela colocar a farinha juntamente com o cacau em pó, sal e misturar.
  4. Noutra tigela juntar os ovos, açúcar e o extracto de baunilha. Misturar os ingredientes com uma vara de arames sem bater demasiado +/- 30segundos. Não queremos arejar muito a massa, pelo contrário aqui queremos uma massa mais densa.
  5. Juntar o chocolate derretido e misturar com a vara de arames sem bater.
  6. Peneirar a mistura da farinha por cima da mistura de chocolate e com uma espátula de silicone incorporara-la no chocolate sem dar muitas “voltas”.
  7. Colocar a massa na forma e levar ao forno durante +/- 20 minutos. Se espetar um palito este pode vir um pouco húmido. Retirar do forno e deixar arrefecer na forma.
  8.  Para o  creme de oreos, colocar as 2 folhas de gelatina em água fria para hidratar, escorrer e derreter no microondas na temperatura minima por breves segundos e reservar. Colocar na tigela da batedeira com aponta de  vara de arames, as natas, o queijo mascarpone e o açúcar até a mistura estar fofa e cremosa. A meio acrescentar a gelatina arrefecida. Cuidado para não bater em demasia correndo o risco de a mistura se separar. Enquanto bate vá vigiando, o processo demorará +/- uns 3 minutos.
  9. Juntar os Oreos partidos encorporando cuidadosamente. Reserve no frigorifico.
  10. Para o cheesecake de chocolate, separar as gemas das claras e reservar.
  11. Derreter o chocolate com a manteiga em banho maria. Quando estiver derretido deixar arrefecer.
  12. Colocar as folhas de gelatina a hidratar em água fria por 5 minutos. Fazer o café expresso e com ele quente colocar as folhas de gelatina escorridas e deixar derreter.
  13. Colocar na taça da batedeira com a ponta de varas de arame, o chocolate derretido, o café com a gelatina, as gemas de ovo, o queijo mascarpone, o sal e na veocidade mínima misturar até todos os ingredientes estarem incorporados. Retire para uma taça e reserve.
  14. Na taça da batedeira lavada e passada com algumas gotas de limão, assim como a ponta de varas, para termos a certeza de que não há nenhum resto de gordura, colocar as claras de ovo, e começar a bater em velocidade minima até ficarem em espuma, 1 minuto +/-, aumentar a velocidade e ir acrescentando o açúcar aos poucos e seguidamente bater na velocidade máxima até as claras ficarem grossas e brilhantes, 3 minutos +/-. Acrescentar o extracto de baunilha e misturar.
  15. Com uma espátula de silicone cuidadosamente misturar o merengue no creme de chocolate até não haver pedaços de merengue visível e a mistura ficar fofa.
  16. Para montar, com a base de brownie completamente fria, colocar á volta da forma uma folha de acetato como vê nas fotos acima. Começar por 1/2 creme de Oreo por cima da base.
  17. Na segunda camada 1/2 camada de cheesecake de chocolate.
  18. Na terceira espalhar os morangos.
  19. Na quarta o resto do creme de Oreo.
  20. E na quinta e última camada terminar com o resto do cheese cake de chocolate alisando bem.
  21. Levar ao frigorifico no mínimo 4 horas, eu aconselharia durante a noite até ao outro dia.
  22. Para desenformar, cuidadosamente tirar a folha de acetato e retirar o aro da forma. Decorar o cimo a seu gosto.

IMG_2195-2

NOTAS:

  • * As folhas de acetato facilmente arranja numa papelaria-2 folhas são o suficiente para montar este cheesecake
  • * O cacau em pó tento usar o mais puro possível. Tenho dois eleitos: 1- da marca Valor sem açúcar, 100% natural só com 16% de manteiga de cacau. Compro no Jumbo em Cascais. Não consigo arranjar noutro sítio; 2- Hersheys Cacau Escuro, 100% de cacau e só consigo arranjar aqui nem nas lojas Glood há.

Beijos e abraços

Ana

 

 

 

 

 

Sobremesa de maçã e caramelo 

Este mês a Marta escolheu a maçã com este lindo logo  para nos desafiar a colocar coisas boas na sua sempre linda mesa. Como já tinha a maçã debaixo de olho pois deram-me umas maçãs reinetas que teriam de ser utilizadas rapidamente, resolvi que um dump cake que tinha visto à tempos nas minhas pesquisas seria  a melhor maneira de aproveitar as ditas maçãs. Não consegui arranjar uma tradução em português para dump cake e por essa razão preferir chamar-lhe sobremesa de maçã e caramelo. De qualquer forma gostaria de brevemente deixar aqui o que descobri acerca do referido dump cake. A palavra dump tem a tradução literal de despejo e de facto o que se faz é “despejar” alguns ingredientes para um tabuleiro levar ao forno ou não e rapidamente temos uma sobremesa. Geralmente esses ingredientes são adquiridos já pré-confeccionados para acelerar o processo, o que nem sempre resulta bem. Dizem os entendidos que o sucesso dos dump cakes  resulta em utilizar os tais ingredientes feitos de raíz ou seja feitos por nós. Claro que aqui em Portugal é muito fácil pois ainda não temos à venda a quantidade de produtos já confeccionados que os americanos  e ingleses têm. Seguindo então o conselho anotei quais os ingredientes do dump cake e mãos à obra.!

IMG_3082-2

Comecei por fazer o recheio de maçã. Andei tão entusiasmada a fazer uma história para o instagram que esqueci de tirar fotos, mas não está tudo perdido porque guardei a história e publiquei na minha página do facebook que deixo aqui a ligação. Depois o caramelo salgado e por último a mistura de farinha.

Reuni todos os ingredientes IMG_3059-2.jpg

e comecei a montar pela seguinte ordem:

1- recheio de maçã

2- caramelo

3- mistura da farinha

4- nozes e quadradinhos de manteiga

para o forno e quando na cozinha começar a ter vários cheiros desde maçã assada com canela, a seguir a caramelo e por fim a bolo saberá que tem a sua sobremesa pronta!IMG_3094-2

Pode comer simples ou acompanhada por uma bola de gelado, natas batidas com um pouco de canela ou o que a sua imaginação lhe ditar. Eu para já acompanhei com uma bola de gelado regado com o caramelo salgado que me sobrou.IMG_3085-2

Bom apetite!!!

Receita

Ingredientes

Recheio de maçã

  • 8 maçãs qualidade à escolha
  • 6 colheres de sopa de água
  • 57g de manteiga
  • 2 colheres de chá de canela
  • 140g de açúcar
  • 2 colheres de sopa +1/2 de amido de milho
  • 4 colheres de sopa de água

Caramelo Salgado

  • 450g de açúcar
  • 170g de manteiga sem sal cortada aos quadrados
  • 200g de natas à temperatura ambiente
  • 1 colher de sopa de flor de sal

Mistura de farinha

  • 195g de farinha T55 sem fermento
  • 264 de açúcar
  • 1 colher de chá de fermento
  • 1/2 colher de chá de sal fino
  • 72g de nozes partidas grosseiramente
  • 170g de manteiga sem sal cortada aos quadrados

Preparação

  1. Recheio de maçã: num tacho colocar as maçãs descascadas e cortadas ás fatias, o açúcar e a manteiga derretida com a canela. Cobrir a panela com uma tampa e deixar cozer, até a fruta amolecer. Mexer de vez em quando para não pegar, mas tendo o cuidado para não esmagar muito a fruta.
  2. Numa tigela pequena misturar o amido de milho com a água. Juntar à panela e continuar a cozer até a mistura engrossar. Queremos um recheio em que a fruta esteja cozida mais aos bocados.
  3. Caramelo salgado: modo de preparação  aqui
  4. Mistura de farinha: numa tigela misturar a farinha, o açúcar, o fermento e o sal

Montagem

  1. Aquecer o forno a 180ºC. Untar com manteiga e polvilhar com farinha um tabuleiro 22x33cm e colocar o recheio de maçã, em cima o caramelo e seguidamente a mistura de farinha sacudindo um pouco. Para terminar as nozes e a manteiga aos quadrados a cobrir todo o tabuleiro.
  2. Levar ao forno 35 a 40 minutos. Retirar, deixar amornar ou esfriar e servir.

Beijos e Abraços

Ana

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Açorda de caramão à moda de Cascais/Shrimps Portuguese Bread Panada

scroll down for english recipe

Mais uma receita tradicional tirada dos tais livros antigos de culinária que encontrei na minha dispensa. Desta vez escolhi uma açorda de camarão à moda de Cascais. Cascais  é uma vila portuguesa no Distrito de Lisboa situando-se a cerca de

Resultado de imagem para Cascais imagens
imagem tirada da net

 30 minutos de Lisboa, junto à orla marítima sendo,  um dos destinos turísticos portugueses mais apreciados por nacionais e estrangeiros, uma vez que o visitante pode desfrutar de um clima ameno, das praias, das paisagens, da oferta hoteleira e gastronómica variada. Se gostar de saber mais acerca de cascais deixo aqui informação mais detalhada com algumas fotos.

Esta açorda foi feita de raiz, ou seja cosi os camarões, descasquei-os , triturei as cascas com água de cozedura dos mesmos e ensopei  o pão .

Com a cebola, os alhos e coentros faz-se um refogado sem  escurecer a cebola. Deita-se o pão já ensopado e os camarões na açorda Eu cortei os camarões aos quadrados, mas quando comi a açorda achei que  estes ficariam melhor se os desfiasse. IMG_2836-2

Com os ovos é ao gosto de cada um: há quem goste escalfado, ou misturar a gema crua na açorda.  Decora-se cada prato com 4 camarões cozidos.

Receita – 4 pessoas

Ingredientes

  • 500g de camarão + 16 camarões cozidos para decorar
  • 3 dentes de alho
  • 1 cebola grande
  • pimentão fumado qb
  • 60g de manteiga
  • 0,5dl de azeite
  • 7,5dl de água de cozedura do camarão
  • 250g de pão duro
  • 1 ramo de coentros
  • 4 ovos
  • sal e pimenta qb

Preparação

  1. numa panela com um litro de água e sal leva ao lume e quando a água estiver a ferver deitam-se os camarões e deixa ferver 3 minutos. Retira deixa esfriar um pouco e descascam-se. Desfia o miolo e reserva. As cabeças mais o resto das cascas, deita novamente na panela e deixa ferver mais 4 minutos.
  2. Coloca o pão cortado aos quadrados numa tigela.
  3. Com a “varinha mágica” ou robot de cozinha tritura as cascas, passa a água por um passador e tira 7,5dl  que deita nos quadrados do pão e deixa que o pão ensope bem.
  4. Noutro tacho com o azeite e a manteiga deita a cebola e os alhos picados, deixa refogar um pouco sem deixar escurecer a cebola. Deita os coentros picados e tempera-se com sal, pimenta , pimentão fumado e deixa-se ferver em lume brando.
  5. Quando o pão estiver ensopado no liquido coloca no refogado e mistura bem.
  6. Deita os camarões desfiados e torna a misturar. Se a mistura estiver seca demais deita mais um pouquinho de água do camarão.
  7. Divida a açorda por 4 pratos fundos, abra uma cavidade no meio e coloque aí 1 gema que pode ser escalfada ou crua e misture. Enfeite com os camarões reservados e sirva sem demora.

Bom apetite!

IMG_2837-2




Today I bring you another traditional Portuguese recipe called AÇORDA. The most similar translation that I´ve  found – and you will say if it is correct or not -was portuguese panada bread. I found a very good article about it here This portuguese bread panada besides the bread has shrimp crumbs  too because of the place where it originated. That place name’s CASCAIS. Cascais is a fishing village located on the west coast of Portugal, right on the edge of mainland Europe and only 20 kilometres from Lisbon and its international airport. Snuggled between the sun-dappled shores of the Cascais bay and Sintra’s dramatic mountain range, this stylish coastal town is situated just a few miles from the mouth of the Tagus estuary and captures the attention of visitors year-round with its delightful maritime feel and contemporary charm.

Resultado de imagem para Cascais imagens
Google photo

Historically, Cascais is best remembered as an elegant summer retreat for 19th Century Portuguese kings and a refuge for European royalty who sought refuge in the country’s neutral territory during World War II. However, while time has shaped this scenic resort into a glamorous centre of culture, nightlife and top-quality living, Cascais has managed to retain the splendour of its seafaring age through its elegant fortresses, lighthouses and 17th Century citadel.

Resultado de imagem para Cascais imagens
Google photo

If you would like to know more about Cascais please click here .

Now let’s talk about this shrimps portuguese panada bread. It’s a very easy recipe and the secret of it,s success is in the type of the bread that you use to make the Açorda. The bread must have a compact crumb and be a day or two old. Why? Because when you pour the liquid on the compact bread crumbs, they absorbs the liquid and we’ve got a sticky dough, otherwise you’ll get a mess around dough. I leave here what you must know about the portuguese bread.IMG_2846-2

Recipe- serves 4

Ingredients

  • 500g shrimps + 16  cooked shrimps for decoration
  • 3 garlic gloves  finely chopped
  • 1 onion finely chopped
  • 2tsp smoked paprika
  • 0,5dl olive oil
  • 60g unsalted butter
  • 7,5 dl of the water used to cook the shrimps
  • 250 g day-old Portuguese bread
  • 1 bunch of coriander
  • 4 eggs
  • Salt and pepper to season

Preparation

  1. Boil the shrimps and peel them. Crush the shrimps’ heads and let them boil for a few more minutes and then strain keeping the water.
  2. Heat the olive oil  and butter on a large pan. Fry the onion and the garlic . When the onion becomes soft, add the chopped coriander and add the paprika   and season to taste with salt and pepper. Add a small portion of the reserved water, letting cook for one or two minutes.
  3. On a large bowl place the bread and add the remaining reserved water of the shrimps. Let the bread soak the water and then add it to the pan. Mix and add the chooped shrimps.
  4. Transfer the açorda to a serving hot Terra-cotta clay pan and add the raw eggs, mixing them so that they cook on the açorda. Finally, serve this Portuguese shrimps’ açorda recipe.

    I hope you enjoyed this recipe and if you’ve got any doubts, please let me know.

Xoxo

Ana

Hamburger de carne em camada de batata doce

Para esta edição Dia um…na cozinha foi-nos pedido um hamburguer.  Então lembrei-me de à tempos ter visto o Jamie Oliver fazer um que era uma verdadeira delícia! Fui ao site dele espreitar e dei com Este. Nem procurei mais, só de o ver crescia-me água na boca, por isso concluí que só podia ser bom… e era!!! Quanto à apresentação, esta foi inspirada pelas belas noites que passei no Museu da Batata Doce no Rogil á volta de muitas coisas boas que se podem fazer com batata doce. Se forem passear para a Costa Vicentina não deixem de parar lá. Tenho a certeza que serão bem recebidos como eu fui e gulodices, doces e salgadas não faltam para provar, além do famoso licor de medronho com ou sem mel. Para mim era sempre um “dedal” não mais do que isso com mel, melosa, assim se chama.  Mas voltando ao hamburguer, segui a receita do Jamie, tirando os pepinos em pickles porque não tinha, e acrescentei mais um pouco de maionese ao molho onde misturei a alface.

A quantidade de carne que foi reservada para cada hamburguer, pareceu-me um pouco excessiva eu não consegui comer um inteiro, mas o meu marido comeu o dele e ainda mais um pouco da minha filha que igualmente não conseguiu comer o dela todo. Vejam como é aí em casa, só posso acrescentar que o hamburguer é bem guloso……

IMG_2801-2
hamburguer antes de ir para a frigideira temperado com sal, pimenta e pincelado com azeite

O hamburguer monta-se na frigideira. Aliás tem que ter duas frigideiras, uma para os hamburguers e outra para as fatias de bacon. Faz as duas coisas ao mesmo tempo. Parece complicado mas não é ora vejamos: duas frigideiras, uma coloca a fritar os hamburguers (dois de cada vez como recomenda o Jamie e com razão) e noutra o bacon. Quando os hamburguers já estiverem no ponto o bacon também está. Torna a colocar dois hamburguers na frigideira coloca uma fatia de bacon direta da frigideira e as fatias de queijo no hamburguer uma borrifadela de água na fritadeira para um pouquinho de vapor, uma tampa e assim derrete o queijo e funde todos os sabores.

Falemos agora na batata doce, na verdade eu andei a experimentar qual a melhor maneira de a juntar , se assada, se frita e cheguei à  conclusão que frita ficaria melhor. Assim sendo deixo as duas maneiras e vocês escolhem como vos agradar melhor.

Para ficarem com mais sabor, a base passeia-a pela gordura do baconIMG_2802-2

Com todos os elementos prontos, é só montar

IMG_2810-2.jpg

Bom Apetite!

Receita-Minimo 4 pessoas

Ingredientes

  • 8oog de carne picada
  • Azeite
  • 1 cebola roxa grande
  • 50g de vinagre de vinho branco/cidra
  • 4-8 fatias de bacon
  • 4-8 colheres de chá de mostarda
  • 4-8 fatias de queijo para fundir

MOLHO DO HAMBURGUER

  • 1/4 de uma alface iceberg
  • mínimo 6 colheres de sopa de maionese
  • 1 colher de sopa de ketchup
  • 1 colher de chá de molho tabasco
  • 1 colher de chá de molho inglês
  • 1 colher de chá de Brandy, Bourbon ou Whisky (opcional)

BATATA DOCE

  • 1 Batata grande cortada no sentido do comprimento
  • óleo para fritar
  • Azeite para pincelar

Preparação

  1. Com a carne picada formar no mínimo 4 hamburguers. Colocá-los num prato untado com um pouco de óleo e reservar no frigorífico.
  2. Cortar a cebola ás fatias fininhas, colocar numa tigela com o vinagre e um pouco de sal e reservar.
  3. Cortar a alface em tiras. Numa tigela juntar os ingredientes do molho do hamburguer e com uma vara de arames misturar. Por fim colocar as tiras de alface e tornar a misturar. Reserve.
  4. Batata doce: Se optar por assá-las, colocar as fatias da batata num tabuleiro de ir ao forno forrado com papel vegetal e antes de ir ao forno pincelar com um pouco de azeite e temperar com sal e pimenta. Se optar por fritar, numa fritadeira com o óleo quente fritar, até ficarem douradinhas, retirar e deixar escorrer num prato com papel absorvente, Temperar com sal e pimenta.
  5. Colocar duas frigideiras ao lume com um pouco de azeite. Numa colocar as fatias de bacon e na outra dois hamburguers temperados com sal e pimenta.  Ao fim de 1 minuto, virar os hamburguers e pincelar a parte cozinhada com 1/2 colher de chá de mostarda e uma gota de tabasco. Ao fim de outro minuto, tornar a virar e pincelar o cimo com outra 1/2 colher de chá de mostarda e mais uma gota de tabasco, cozinhe mais 1 minuto.
  6. Entretanto vá dando uma olhadela pelo bacon e quando este estiver douradinho e estaladiço apagar o lume. Por esta altura já terá virado o hamburguer pela última vez e coloca uma fatia de bacon em cima mais uma fatia de queijo. Salpica a frigideira com um pouco de água, coloca a tampa de uma panela a cobrir os hamburguers e deixa até derreter o queijo +/- 30 segundos.
  7. Quando a frigideira do bacon estiver vazia molha lá as fatias de batata doce que vão levar em cima os hamburguers.
  8. E vamos montá-los: colocar num prato uma fatia de batata doce, em cima 1/4 da alface misturada com o molho, em cima o hamburguer 1/4 da cebola escorrida do vinagre e finalmente a outra fatia de batata doce. Servir de seguida.

Beijos e Abraços

Ana

Doce de pimento japaleño

Regressada de férias finalmente vou deixar aqui um miminho para a mesa de Agosto da Marta . Mesmo de férias tirei um tempinho para procurar algo especial feito com o ingrediente escolhido pela Marta para este mês, pimentos.

Encontrei este doce de pimento japaleño receita de Joshua Bousel, o qual achei logo que era a minha cara. Pelo que investiguei, nos Eua 🇺🇸 é um doce que tem muitas utilidades, desde ser acrescentado a muitos molhos, comido com bolachas água e sal (crackers) e até nos hamburguers

Fácil de fazer, bastando triturar os pimentos no robot de cozinha ou numa trituradora, deixamos ferver com o açúcar, o vinagre, o limão, no fim juntamos a pectina para ganhar consistência e temos um doce com sabor a pimento, picante e com um ligeiro travo a vinagre.

Fantástico em cima de um queijo de cabra ou Feta em que temos aquele agri/doce mas picante….hum tão bom!IMG_2765-2

Também experimentei num molho de maionese, vinagre e açúcar em que troquei o açúcar pelo doce para temperar uma salada de mistura de couve branca, roxa e cenoura. Deu o doce qb mas acrescentou o picante e o sabor a pimento, maravilha!!!!

Deixo aqui mais umas opções onde se pode utilizar o doce que hei-de de experimentar com toda a certeza:

  • Acrescentar a uma marinada de carne porco;
  • No estufado da carne;
  • Para apimentar um vinagrete;

Bom apetite!

RECEITA

Ingredientes

  • 350g de pimentos verdes picantes
  • 450g de pimentos verdes
  • 1Kg de açúcar
  • 200g de vinagre de cidra
  • Sumo de 1 limão
  • 1 colher de chá de sal
  • 1 saqueta de pectina Condi

Preparação 

  1. Tirar as sementes aos pimentos verdes picantes se quiser o doce menos picante. Caso contrário parta apenas os pimentos aos bocados.
  2. Nos pimentos verdes, tirar as sementes e partir aos bocados.
  3. Colocar os pimentos num robot de cozinha ou numa trituradora e triture os pimentos até ficarem em polpa.
  4. Colocar a polpa numa panela com o açúcar, vinagre, sumo de limão e o sal. Deixe ferver. Reduza o lume e cozinhe durante 15 minutos.
  5. Deitar a pectina e com uma vara de arames mexa constantemente durante 3 minutos. Retire do lume.
  6. Verta para frascos esterilizados enchendo apenas 3/4 dos frascos. Tape  e ponha os frascos em água a ferver por 10 minutos. Cuidadosamente retire-os da água, deixe arrefecer e guarde. Quando abrir coloque no frigorífico.IMG_2759-2.jpg

Beijos e abraços

Tiras de pota com cebolada de berbigão/Squid with cockle onion

scroll down for english recipe

Vinda de férias, abri a cozinha com esta receita de pota e berbigão da revista de culinária cozinha de sucesso. Depois de algumas adaptações ficou aprovada. Troquei as tiras de Choco por Pota. 

Depois de as temperar percebi que as tiras eram muito grossas, cortei ao meio no sentido vertical. Fiz uma “polme” com ovos e farinha de milho onde mergulhei as tiras de pota

e fritei em óleo a 180C,  poucas tiras de cada vez. Reservei no forno aquecido. Importante referir que deixei o berbigão mergulhado em água e sal e troquei a água várias vezes para limpar a areia. Por fim lavei muito bem. Para terminar fiz uma cebolada, coloquei o berbigão e temperei. Quando o berbigão abriu coloquei-o por cima das tiras de pota e servi.

Bom apetite!

RECEITA – 4 pessoas

Ingredientes

  • 800g de tiras de pota
  • Sal,pimenta e pimentão fumado qb
  • 1 lima 
  • 4 dentes de alho
  • 3 ovos
  • 4dl óleo
  • 1 cebola grande
  • 1Kg de berbigão 
  • 2dl+1/2 de azeite
  • 2dl de vinho branco

Preparação 

  1. Tempere as tiras de pota com sal, pimenta, o sumo de 1/2 lima e os alhos picados. Deixe tomar gosto no mínimo 30 minutos.
  2. Numa tigela coloque a farinha de milho e junte os ovos previamente batidos, com a ajuda de uma vara de arames, até obter uma polme liso.
  3. Passe as tiras de pota pela polme e frite em 4dl de óleo, até ficar estaladiço +\- 4 minutos; escorra sobre papel absorvente e reserve em local aquecido.
  4. Numa frigideira refogue as cebolas cortadas em fatias no azeite. Junte o berbigão regue com o vinho e tempere  com sal, pimenta e pimentão fumado. Cozinhe até as conchas abrirem.
  5. Retire do lume e verta o preparado sobre a pota frita; sirva de seguida, com rodelas da restante lima e folhas de coentros.
  6. Acompanhei com batata cozida e uma salada alface e tomate

Beijos e abraços


 

Returned from holidays, I opened my kitchen with this recipe of fried squids in a  corn flour and eggs batter and a onion cockle. We start by seasoning the squids. Next I make the batter where I dipped the squids and fried in oil at 180C few at a time. It’s important to mention that if you buy the cockle live you have to put it in water and salt at least one hour and then you have to replace the water and salt for another during other hour. Then wash the cockles in water before putting them in the frying. To finish I sautéed the onion and put the cockle together with white wine, salt, pepper and smoke pepper. When the cockle opened the shells, I placed it on top of the fried squid and serve

RECIPE SERVES 4

Ingredients

  • 800g squids
  • Salt, pepper and smoke pepper
  • 1 lime
  • 4 garlic cloves minced
  • 3 eggs
  • 4dl vegetal oil
  • A large sliced onion
  • 1Kg cockles
  • 2dl+1/2 olive oil
  • 2dl white wine

Instructions 

  1. Season the squid with salt, pepper the half-lime juice and the minced garlic. Let marinate at least 30 minutes.
  2. In a bowl place the corn flour and add the beaten eggs. With a wisk beat the mix until combined. Drop there the squids.
  3. Heat the oil to 180C and fry 3 squids at a time, about 2 minutes on each time until golden brown. Remove from the fryer and place on kitchen paper towel. Repeat with the remaining squids and reserve them in a hot place.
  4. In a fridge with the olive oil, sauté the sliced onion for about 5 minutes, add the cockles, the white wine, salt, pepper and amoke pepper, let them fry until their shells are open.
  5. Remove from the heat and pour the cockle cooked on top of the fried squid.
  6. Serve the meal with lime wedges and cilantro.

If you have any doubts, please let me know!

I would appreciate your feedback on this post!

Xoxo

Ana